Trilha da Ponta do Pasto (Via Saquinho)

Florianópolis
Trilha da Ponta do Pasto (Via Saquinho)

Trilha da Ponta do Pasto (Via Saquinho)

Florianópolis @trilhasemsc

Trilha cadastrada em 28/10/2020

Última atualização em 03/11/2020 (Fique sempre atento à data de atualização dos textos. Eles são feitos com base em nossas trilhas e podem estar desatualizados em razão do tempo da última visita.)

Sempre que visitar um local desconhecido, procure por condutores locais autorizados. Faça turismo seguro!

Sabe aqueles lugares únicos, com acesso restrito e que guardam uma beleza natural incrível? Florianópolis tem muito disso. É o caso do lugar e da trilha que vamos apresentar hoje: a Ponta do Pasto! Pode-se chegar até ela de duas formas, via Naufragados ou via Praia do Saquinho. Ou ainda fazer uma travessia, sentido Naufragados para o Saquinho. Vamos apresentar aqui o caminho partindo da Praia do Saquinho.

Para fazer esse caminho, o passo inicial é chegar até o extremo sul da Ilha de Florianópolis, seguindo no sentido do Pântano do Sul, até chegar na Praia da Solidão. Ali é o último local possível para chegar de carro. O primeiro passo é fazer a trilha do Saquinho. É um caminho bem demarcado, com calçada, que leva até a pequena e agradável Praia do Saquinho. Esse percurso é muito comum para quem procura essa praia, mas no nosso caso, é só o começo da aventura. 

Chegando atá na Praia do Saquinho, depois de atravessar a parte cachoeira, siga sempre em frente. Notará que a trilha continua, saindo do local mais habitado e entrando na mata, que nem é tão fechada assim. A trilha para a Ponta do pasto inicia ali. O trajeto total é de mais ou menos 4500 metros, por um caminho com pouca inclinação e protegido do sol em muitos trechos. 

Logo no início da trilha somos surpreendidos por esse belíssimo caminho de árvores curvadas, que formam uma espécie de túnel cerde. 

O decorrer da trilha é igualmente bonito e arborizado, com árvores de grande e médio porte e belas formações naturais, como a árvore abaixo, com suas belas raízes tabulares. 

Seguindo por esse caminho teremos em alguns pontos, água corrente que vem do alto do morro. Mas isso é muito irregular e depende da época do ano e da quantidade de chuvas. Logo, leve sempre água com você, pois o caminho é longo e exige ida e volta, totalizando quase 10km. Seguindo pela mata, o caminho do costão impressiona por sua beleza. Ao final da trilha, toda a mata se desfaz e como mágica chegamos a uma parte de pasto e vegetação baixa, a famosa Ponta do Pasto. O nome vem, iclusive, do local ser utilizado por moradores locais para alimentar o gado que eventualmente circula por ali. Isso se torna claro ao olhar a grama e ver as "marcas" deixadas pelos bovinos,com suas fezes. Mas nada que atrapalhe a paisagem que, volto a dizer, é linda!

A chegada é indicado abaixo, onde podemos ver o início do pasto, a grama baixa e a entrada na mata. Notem que na chegada existe uma pequena placa indicando o caminho para a Praia do Saquinho. Viemos de lá, mas como dito anteriormente, esse caminho é muito usado para travessias vindas na Praia de naufragados, por isso a indicação da placa. 

Quando se chega até a Ponta do pasto, a imagem é o cartão postal abaixo. Em dias de céu aberto e sol, o mar fica incrível, contrastando com o verde da grama e o tom marrom das rochas.

A costa direita é composta por uma belíssima praia de pedras, formação que ocorre em outras trilhas na região sul da ilha, como nas Cavernnas do Pântano do Sul, por exemplo. Vale a pena descer alé ali, pois em alguns locais existem pequenas piscinas naturais onde é possível tomar um banho de "banheira" contemplando e vista da praia.

Outra coisa que chama a atenção é a formação de três ilhas que podem ser avistadas ali pertinho, parecendo estar ao alcance das mãos. São as Trẽs Irmãs, conhecidas por Irmã Pequena, Irmã do Meio e Irmã de Fora. É uma região muito utilizada por moradores devido a sua beleza e diversidade marinha, tornando o lugar perfeito para a prática do mergulho.

O local todo é muito bonito e tem pequenos indícios da intervenção humana. Um deles, muito útil, é uma pequena torneira, que canaliza a água fresca que vem do morro e pode ser utilizada para hidratação. Mas sempre é bom lembrar dos cuidados ao se ingerir água não tratada, por isso consuma somente em caso de extrema necessidade e com o devido tratamento. No nosso caso, sempre temos conosco comprimidos de cloro para o tratamento da água, por mais limpa e pura possa parecer.

Tendo todas as informações, basta aproveitar a paisagem, a praia, as piscinas naturais e todo o belo ambiente que se desenha nesse cantinho escondido no sul da ilha.

 

 

 

 

 

 

 

Grau de dificuldade da trilha Moderada Moderada - Nível 4

Clique e entenda as medidas

Gostou do conteúdo?

Que tal nos pagar um café?

Pagar um café!
Também pode ser um PIX

Chave: trilhasemsc@gmail.com

PIX TrilhasemSC

Use o Wikiloc

Atualização das Informações

Fique sempre atento à data de atualização dos textos. Os textos são feitos com base em nossas trilhas e podem estar desatualizados em razão do tempo da última visita.

Contrate um Condutor

Sempre que visitar um local desconhecido, procure por condutores locais autorizados. Faça turismo seguro.

Lista de Condutores

Gostou do nosso conteúdo?

Compartilhe em suas redes sociais